.relógio

.pedaços recentes

. Alucinação - Parte II

. Alucinação - Parte I

. Um par de sapatos - Parte...

. Um par de sapatos - Parte...

. Um elo invisível

. Efeito borboleta

. Às vezes o escuro basta

. Campanha de Incentivo à L...

. Simple things...

. Ir com calma...

. Cliché

. Anzol

. Closure

. As if it was always the f...

. A espera

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.aqui e agora

hit counters
Segunda-feira, 11 de Fevereiro de 2008

Quase possível...

 

(imagem tirada da net)

 

Hoje vi-te. Toquei a tua pele ao de leve. Senti o teu cheiro. Andei o resto do dia a sentir o teu cheiro… fico impregnada de ti, inebriada. Guardo o teu sorriso sob a luz brilhante do sol, luminoso, incandescente, cegante, tocante.

 

Um curto momento, com nada de especial ao olhar dos insensíveis. Mas tu sentiste essa energia que nos rodeou. Tu sentiste, e eu nem dei conta que tu a sentiste… Mas tu mostraste-me que ela ainda existe. Escondida, adormecida. Que de vez em quando nos traz memórias, nos mostra imagens de um futuro imaginário, quase possível…

 

 

sinto-me: Segura
música: Encostar na tua_Ana Carolina

by anamar às 00:54

link do post | comentar | favorito

Sábado, 9 de Fevereiro de 2008

A história de um perfume...

   
(imagem tirada da net)
 

Quem sabe as sensações que um só aroma pode esconder???

 

Certo dia... um dia comum pensava eu, conheci um rapaz. Um jovem bem-parecido, não muito alto, olhos claros, sorriso expressivo. Mas o que mais me encantou nele, não foi nenhuma das suas características físicas, nem a sua maneira de se apresentar... foi sim o perfume. Um aroma como eu nunca antes senti. Um perfume inebriante, capaz de me arrancar os pés do chão sem mexer um músculo. Desde esse dia, sempre que passava por mim, parecia que a cena congelava, os únicos personagens móveis éramos apenas nós. Como é possível existir um aroma assim? De onde vem? Como se chama? Um mistério que demorei três longos anos a desvendar. Mesmo assim não estou certa se encontrei a verdadeira chave do mistério.

Não há muito tempo, numa divertida conversa com uma amiga, que vende produtos de catálogo, foram-me dadas a cheirar várias amostras de fragrâncias, tanto de homem como de mulher. Eu até estava interessada em encontrar um novo aroma para mim. O meu perfume habitual estava a chegar ao fundo do frasco. No meio de tantas provas estava um, que me deixou perplexa, sem fala. De repente fez-se luz. É este!!! É este que eu quero! Reconheço este cheiro, como se a pessoa que mo deu a conhecer aqui estivesse. Este aroma traz-me à memória tão doces momentos, mas acima de tudo, alguém especial. Não sei se era este que também tu usavas, talvez um dia mo reveles...

E foi assim que redescobri o aroma mais indescritível que alguma vez senti, do qual nunca me disseste o nome.

Antes na tua pele... Agora na minha!
 
sinto-me: Inebriada...
música: Amos Lee_Colors

by anamar às 16:10

link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2008

Pouco a pouco me liberto...

 

 

(imagem tirada da net)


 

Começo a sentir-me mais livre. Não é que antes estivesse numa prisão. Mas aquele aperto no peito, cada vez que pensava que não te tinha, pelo menos como um dia desejei, já não é o mesmo. Tudo está em mudança. Os sentimentos estão a mudar, eu estou a mudar. O que sinto por ti já não é igual. Continua a ser bom, muito bom, porque sempre que falo contigo os sorrisos multiplicam-se e as tristezas dividem-se. E isto basta para descrever o que guardamos, uma doce e carinhosa amizade. És um amigo como nenhum outro. É bom ter-te por perto, perto do meu coração.

 

Não sei o que o futuro me reserva, ou o que quero construir nele. Não sei se um dia, não poderás vir a dizer-me que afinal é comigo que queres estar. Não sei se nesse dia largarei tudo para poder estar ao teu lado, ou se pelo contrário, te direi que já não são esses os planos do meu coração. Não sei. Independentemente de tudo, é no agora que vivo, é um presente que tenho no colo e é nele que ponho as minhas esperanças. É cuidando de mim, aprendendo a zelar por mim, não esquecendo aqueles que muito me querem bem, sempre fiel ao que sinto aqui e agora, que vou desembrulhando o meu presente.

 

Cada dia pela manhã, pergunto a mim mesma o que há para descobrir em mais um dia. À noitinha quando me deito, agradeço as imensas surpresas que esse dia me trouxe. É maravilhoso ver que há pessoas que ainda nos surpreendem. E mesmo depois de um dia terem sido a razão de algumas lágrimas, descobrimos que ainda podem vir a ser a razão de imensos sorrisos.

 

Porque há duas maneiras de viver: como se nada fosse um milagre, ou como se tudo o fosse! Imaginem qual é a minha…

 

 

sinto-me: Brilhante!
música: If you were a sail boat_Katie Melua

by anamar às 21:22

link do post | comentar | favorito

"Nua"

(imagem tirada da net)

Porque me despes sem que eu perceba...
Porque quando nua,
Por incrível que pareça, sou mais pura...
Porque vou ao teu encontro despojada de critérios...
Liberta de mistérios sem perder encantos...
Porque nua,
Sou única e exclusivamente tua!
sinto-me: Inspirada...
tags:

by anamar às 16:40

link do post | comentar | favorito

"Não quero..."

(imagem tirada da net)

Não te quero dar frases feitas.
Não te quero dar coisas comuns.
Não te quero desiludir.
Não quero sonhar alto e cair.
Não quero que fujas de mim.
Não quero perder o que tenho.
Não quero ter mais do que posso.
Não te quero afastar de mim.
Não quero que me olhes de longe.
Não me quero esconder de ti.
********************************
Mas quero que me descubras...
sinto-me: Transparente...
tags:

by anamar às 16:34

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Fases da Lua

CURRENT MOON

.favorito

. A energia de um sorriso.....

. Línguas de fogo

. James Carrington - "Ache"

. Numa caixa de papelão

. Viagem no teu pensamento

.outros pedaços

blogs SAPO

.subscrever feeds