.pedaços recentes

. Alucinação - Parte II

. Alucinação - Parte I

. Um par de sapatos - Parte...

. Um par de sapatos - Parte...

. Um elo invisível

. Efeito borboleta

. Às vezes o escuro basta

. Campanha de Incentivo à L...

. Simple things...

. Ir com calma...

. Cliché

. Anzol

. Closure

. As if it was always the f...

. A espera

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

Sábado, 29 de Dezembro de 2007

É para ti que ainda escrevo...

(imagem tirada da net)

    É para ti que tenho escrito... é em ti que ainda penso. Antes também pensava em ti todos os dias, mas era diferente. Sempre que deitava a cabeça na almofada, rezava. Pedia para que o teu dia tivesse sido bom, para que o seguinte também assim fosse. Pedia ao Pai do céu para que o dia que passou, não o tivesses passado a chorar. Agradecia cada minuto que consegui a teu lado. Cada carinho que recebi de ti, cada carinho que te pude dar, cada sorriso que arranquei de ti. Tantas vezes ouvi dos teus lábios o bem que te sentias quando estavas comigo, quando falavas comigo, quando simplesmente me ouvias. Chegaste a ligar-me só para ouvir a minha voz. E eu morria por ouvir a tua.
    É para ti que tenho escrito, mas sei que tu não lês. Tens algo de mais importante, algo que merece muito mais a tua atenção do que eu, do que as coisas que escrevo, que dizias gostar tanto de ler. Agora escrevo-te para não me leres. Escrevo para não enlouquecer.
sinto-me: Com saudade...
tags: ,

by anamar às 01:17

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.favorito

. A energia de um sorriso.....

. Línguas de fogo

. James Carrington - "Ache"

. Numa caixa de papelão

. Viagem no teu pensamento

.outros pedaços

blogs SAPO

.subscrever feeds