.pedaços recentes

. Alucinação - Parte II

. Alucinação - Parte I

. Um par de sapatos - Parte...

. Um par de sapatos - Parte...

. Um elo invisível

. Efeito borboleta

. Às vezes o escuro basta

. Campanha de Incentivo à L...

. Simple things...

. Ir com calma...

. Cliché

. Anzol

. Closure

. As if it was always the f...

. A espera

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

Terça-feira, 28 de Julho de 2009

Serei eu...

 

(imagem tirada da net)

 

E tu voltaste… mas tudo permanece igual. Estás aqui mas distante como antes, ou mais. Estás aqui mas eu não te sinto. Ou tu não me sentes. Irrita-me porque quando mais me tento aproximar a distância parece sempre abissal. Já não sei como é ter-te no meu coração a sorrir, não consigo ver-te assim dentro de mim, já não consigo ver-me assim… as minhas lágrimas desfocam a imagem e o coração aperta até não poder mais, até o sangue quase parar. Estás tão longe de mim, tão mais longe agora do que quando partiste… Serei eu que tenho saído do teu coração a pouco e pouco? Serei eu que não encaixo na tua vida? Serei eu? Serei eu que quero culpar-me e ilibar-me? Serei eu que quanto mais o tempo passa mais te perco? Serei eu a precisar cada dia mais daquilo que tu não és? Serei eu cada dia mais aquilo que tu não precisas? Serei eu? SEREI EU??? Serei eu...

 

 

 

 


by anamar às 01:19

link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De meldevespas a 30 de Julho de 2009 às 14:33
Fiquei com a sensação de que este é mais um desabafo do que apenas um texto..estarei enganada?
..quando tudo parece construido em bases de barro tosco, quiando tudo o que parece deixou de o ser, quando nos interrogamos demais sobre quem é quem e o que faz afinal ali, então é porque possivelmente está na hora de enterrar o machado e partir definitivamente do zero.
Beijo e desde já bom fim de semana


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.favorito

. A energia de um sorriso.....

. Línguas de fogo

. James Carrington - "Ache"

. Numa caixa de papelão

. Viagem no teu pensamento

.outros pedaços

blogs SAPO

.subscrever feeds