.relógio

.pedaços recentes

. Alucinação - Parte II

. Alucinação - Parte I

. Um par de sapatos - Parte...

. Um par de sapatos - Parte...

. Um elo invisível

. Efeito borboleta

. Às vezes o escuro basta

. Campanha de Incentivo à L...

. Simple things...

. Ir com calma...

. Cliché

. Anzol

. Closure

. As if it was always the f...

. A espera

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

.aqui e agora

hit counters
Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

Quero guadar essa luz...

   
(imagem tirada da net)
 

Continuo a acreditar que é possível mudar de rumo quando as coisas não correm tão bem. É preciso força, coragem, determinação, mas acima de tudo parar, sentir, e ser-se verdadeiro connosco e com os outros.

De há uns tempos para cá achava que não tinha muitas razões para sorrir. O cansaço instalou-se, derrubou-me, mas não por muito tempo. Com calma vou descobrindo novas fontes de tranquilidade. Ler um livro que engrandeça a alma, que ajude a plantar uma nova esperança. Dormir um sono tranquilo, regenerador, precioso. Dar ao corpo e à mente as forças necessárias para poder acompanhar uma alma tão inquieta como a minha. Porque o que eu sou não se vai perder. Este ser cuja criatividade não permito que esgote, cujo sentimento estará sempre em primeiro lugar, porque é sentindo que se conhece o mundo, que se aprende, que se cresce.

Cada dia é uma agradável surpresa. Pode não ser uma alegria imediata, há apenas que entender o que é importante retirar dele. Cada dia é um passo, maior ou menor, para a construção de nós mesmos, uma semente que havemos de colher depois. Dependendo das nossas escolhas, o que colheremos serão rosas com espinhos ou espinhos com rosas. E eu sei que no meio dos meus espinhos serei sempre capaz de colher rosas perfumadas.

Alguém me dizia ontem que há momentos em que me ilumino. Quero aprender a guardar essa luz em mim e fazer que perdure. Sei que ela existe sempre, mas por vezes fazem-me esquecer dela. Quero aprender a poupar essa energia e a distribuí-la por todos os momentos. Tornar cada momento uma chama acesa. Conseguir ver para lá da superfície e tornar especial cada segundo pondo um pouco de mim em cada um.

 

 

sinto-me: Bem!
música: Maybe Tomorrow_Stereophonics

by anamar às 11:10

link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Hugo Freitas a 31 de Janeiro de 2008 às 10:34
"Conto-te numa outra vida, quando ambos formos gatos..." Citação retirada do seu perfil.
Que nos contaria se fossemos gatos ??
HugoFreitas@softinovador.com


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.Fases da Lua

CURRENT MOON

.favorito

. A energia de um sorriso.....

. Línguas de fogo

. James Carrington - "Ache"

. Numa caixa de papelão

. Viagem no teu pensamento

.outros pedaços

blogs SAPO

.subscrever feeds