.pedaços recentes

. Alucinação - Parte II

. Alucinação - Parte I

. Um par de sapatos - Parte...

. Um par de sapatos - Parte...

. Um elo invisível

. Efeito borboleta

. Às vezes o escuro basta

. Campanha de Incentivo à L...

. Simple things...

. Ir com calma...

. Cliché

. Anzol

. Closure

. As if it was always the f...

. A espera

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

Quarta-feira, 9 de Abril de 2008

Um segundo primeiro beijo!

 

(imagem tirada da net)

 

Já não sei do que falávamos ao certo quando te contei do meu primeiro beijo.

 

Tinha os meus 15 anos. Era uma menina sonhadora. Como qualquer menina, já tinha imaginado como seria esse momento. A ingenuidade em mim era uma realidade que saltaria à vista de qualquer pessoa. Não eram uns 15 anos como os de hoje, em que os miúdos "sabem" tudo, e se não sabem é porque não querem. Eram uns 15 anos inocentes, formados por uma ânsia de momentos especiais, uma sede de paixões e amores, pela curiosidade de saber em que dia deixariam de ser apenas platónicos.

 

Um dia, um desses momentos surgiu. Sem planos, sem hora marcada. Um encantamento entre "crianças". Depois de uma adolescente declaração de amor, os lábios dele tocaram os meus. Mas nada do que eu sonhara surgiu. Já tinha ouvido de outras raparigas que o primeiro beijo nem sempre era o que se espera. Havia mesmo quem dissesse que era mesmo mau.

 

Estranhamente fui surpreendida por um desses... O rapaz que me desculpe (muito possivelmente hoje beijará muito melhor...) mas a desilusão tornou-se parte de um instante que deveria ter sido mágico. Não foram só uns lábios que se uniram, foi uma boca literalmente invadida por outra...  Tentei não dar importância.

 

Foi no momento que te contava isto que me interrompeste, olhaste para mim e disseste: "Merecias um primeiro beijo melhor!" Então deslizaste o teu rosto na minha direcção e os teus lábios tocarem os meus, num doce, leve e ternurento beijo. A suavidade do momento transportou-me no tempo até ao momento que tinha ficado apenas em sonhos. E então tu deste-me o meu segundo primeiro beijo!!!

 

 

sinto-me: Uma adolescente por um momento
música: "Bubbly"_Colbie Caillat
tags: ,

by anamar às 20:54

link do post | comentar | favorito

1 comentário:
De Ana M. a 11 de Abril de 2008 às 01:14
Lol..:P tb já me aconteceu semelhante..=P e realmente..o meu primeiro beijo, q vergonha...cheguei a casa a dizer "não pode ser isto...supostamente deveria ser bom e ...não foi!", tb desejo q, pro bem dele, hoje perceba mais do assunto..LOL
A*


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.favorito

. A energia de um sorriso.....

. Línguas de fogo

. James Carrington - "Ache"

. Numa caixa de papelão

. Viagem no teu pensamento

.outros pedaços

blogs SAPO

.subscrever feeds