.pedaços recentes

. Alucinação - Parte II

. Alucinação - Parte I

. Um par de sapatos - Parte...

. Um par de sapatos - Parte...

. Um elo invisível

. Efeito borboleta

. Às vezes o escuro basta

. Campanha de Incentivo à L...

. Simple things...

. Ir com calma...

. Cliché

. Anzol

. Closure

. As if it was always the f...

. A espera

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

Quero mais sal...

(imagem tirada da net)

 

Porque é que é só quando me sinto menos bem é que me dá para escrever?

 

Talvez porque me sinta mais aliviada depois de deitar para as letras tudo o que me vai na alma de doloroso, mesmo que só por instantes.

 

Por vezes é só coisa de momento, stress acumulado, dias mais complicados, mas é sempre bom ter um ecrã e um teclado como amigo nesses momentos. Porque não responde… porque não me critica… apenas recebe a minha mágoa e a transforma gentilmente num texto que posso ler de longe e pensar que não foi a mim que aconteceu. Então a mágoa dilui-se.

 

Mas eu quero também escrever sobre os momentos felizes… o problema é que não acontecem assim com tanta frequência… ou pelo menos com tanta intensidade que me façam ter vontade de escrever. Sinto-me em stand-by nesta vida sem grandes objectivos. Limito-me a tentar cumprir os pequenos, como toda a gente, como a pessoa mais comum… a pessoa que eu não queria ser. Queria poder marcar a diferença… na minha própria vida! Quero ser diferente… quero mais sal na minha vida, quero ter vontade de escrever todos os dias!

 

 

 

sinto-me: A ver o tempo passar
música: The Sacrifice_Michael Nyman
tags:

by anamar às 20:24

link do post | favorito

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.favorito

. A energia de um sorriso.....

. Línguas de fogo

. James Carrington - "Ache"

. Numa caixa de papelão

. Viagem no teu pensamento

.outros pedaços

blogs SAPO

.subscrever feeds