.pedaços recentes

. Faz frio...

. Gotas de luz

.tags

. todas as tags

.arquivos

. Abril 2014

. Março 2014

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Maio 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Junho 2012

. Abril 2012

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007


Domingo, 16 de Agosto de 2009

Faz frio...

 

(imagem tirada da net)

 

O que é que eu faço com este frio que se apodera de mim ao longo dos dias? Até podem estar quarenta graus da rua, sob o sol abrasador, mas aqui dentro, aqui dentro de mim faz um frio de dor. Uma dor por vezes disfarçada pelos bons pensamentos a que me obrigo. Mas é uma dor que quando vem, acaba comigo.

Por vezes sinto que se foi, e aproveito a sua ausência para saborear bem os meus dias, porque sei que, mais cedo ou mais tarde ela volta. Conheço bem o jeito dela. Pode estar escondida dias inteiros, deixando-me na ilusão de estar livre. Mas no fundo espera apenas um momento de fraqueza, uma noite menos descansada e então volta.

 

 

tags: , ,

by anamar às 23:00

link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Gotas de luz

 

(imagem tirada da net)

 

Está frio… está um frio gélido nesta cama, onde só eu me encontro na imensidão dos lençóis. Sabe tão melhor ter-te comigo no meio deles… Está um frio que vem de dentro. A respiração faz uma nuvem de vapor que perco de vista com o baixar das luzes. Sabe tão bem quando és comigo o calor que só por si aquece todo o quarto… não bastam os castelos que vamos construindo à nossa volta para permanecermos felizes. Não bastam as palavras doces que vamos dizendo um ao outro ao longo do dia para que nenhum esqueça do que o outro sente. É preciso caminhar junto e próximo, reunir essas gotas de luz que existem dentro de cada um de nós e iluminar o caminho.

 

 

sinto-me: iluminada
tags: , ,

by anamar às 18:08

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.favorito

. A energia de um sorriso.....

. Línguas de fogo

. James Carrington - "Ache"

. Numa caixa de papelão

. Viagem no teu pensamento

.outros pedaços

blogs SAPO

.subscrever feeds